Instagram

Sistema de Gás: Entenda como funciona e sua importância

Sistema de Gás: Entenda como funciona e sua importância

Por: Engethink - 10 de Junho de 2024

Leia sobre

O sistema de gás é um conjunto de equipamentos e tubulações responsáveis por levar o gás natural ou o GLP (gás liquefeito de petróleo) até a casa ou empresa, onde ele será utilizado para cozinhar, aquecer água ou ambientes, entre outras finalidades. Neste artigo, vamos entender como funciona o sistema de gás e qual sua importância para o dia a dia das pessoas.

Tipos de Gás

Os componentes em um sistema de gás podem variar dependendo da aplicação específica, mas em geral, os principais componentes incluem:

Os componentes em um sistema de gás podem variar dependendo da aplicação específica, mas em geral, os principais componentes incluem:

    1. Regulador de pressão: é um componente que regula a pressão do gás que entra no sistema, para garantir que a pressão seja apropriada para o uso.
    2. Tubulação: é o conjunto de tubos que transportam o gás para os pontos de uso. As tubulações podem ser feitas de diversos materiais, como aço carbono ou preto, cobre e multicamadas, dependendo da aplicação.
    3. Válvulas: são dispositivos que controlam o fluxo de gás através das tubulações. As válvulas podem ser manuais ou automáticas, e são usadas para regular a pressão e o fluxo de gás em diferentes pontos do sistema.
    4. Medidores: são dispositivos usados para medir a quantidade de gás que está sendo consumida. Os medidores podem ser analógicos ou digitais, e são usados para monitorar o consumo de gás em residências e empresas.
    5. Central com cilindros: é o conjunto de cilindros que armazena o gás para uso posterior.
    6. Queimadores: são os dispositivos que convertem o gás em calor ou chama. Os queimadores podem ser usados em aparelhos como fornos, fogões, aquecedores de água e outros equipamentos que requerem calor para funcionar.
    7. Registros: são dispositivos que controlam o fluxo de gás para um determinado equipamento ou ponto de uso. Os registros são geralmente instalados entre a tubulação principal e o equipamento, permitindo que o fluxo de gás seja interrompido ou controlado conforme necessário.
    8. Sistema de segurança: inclui dispositivos como sensores de gás, alarmes de monóxido de carbono e válvulas de corte automático, que ajudam a garantir a segurança do sistema. Os sensores de gás são usados para detectar vazamentos de gás, enquanto os alarmes de monóxido de carbono alertam sobre a presença de gases tóxicos. As válvulas de corte automático são usadas para interromper automaticamente o fornecimento de gás em caso de emergência.
    9. Conexões: são os componentes que permitem conectar as diferentes partes do sistema, como as tubulações, os reguladores e os equipamentos. As conexões podem ser feitas com diferentes tipos de encaixe, como rosca ou solda, e devem ser escolhidas de acordo com as especificações do sistema.
    10. Acessórios: incluem componentes adicionais que ajudam a garantir o bom funcionamento do sistema, como mangueiras de gás, adaptadores e suportes. Os acessórios devem ser escolhidos de acordo com as especificações do sistema e as necessidades específicas de cada aplicação.

Como funciona o sistema de gás?

 

O sistema de gás começa na rua, onde a tubulação da concessionária leva o gás natural até o medidor, que fica normalmente na entrada da casa ou do prédio. A partir do medidor, a tubulação passa pelo regulador de pressão, que reduz a pressão do gás, que é alta na rua, para a pressão adequada para utilização em residências e empresas. Em seguida, a tubulação se ramifica, passando pelo quadro de gás, que é o ponto de partida para as ramificações que levarão o gás para os pontos de consumo, como o fogão e o aquecedor de água. No sistema de gás lp o processo é o mesmo porém o gás sai dos cilindros

Como os sistemas de gás são instalados?

A instalação de um sistema de gás deve ser feita por um profissional qualificado e treinado com a supervisão de um profissional habilitado (engenheiro). O instalador deve verificar se o local atende às normas de segurança para a instalação do sistema de gás e deve instalar o sistema de acordo com as normas do fabricante. O sistema deve ser testado quanto a vazamentos antes de ser colocado em uso.

Vantagens do sistema de gás

O sistema de gás traz diversas vantagens em relação a outros combustíveis, como a eletricidade e o diesel. Ele é mais econômico, pois o preço do gás é menor do que o da eletricidade, por exemplo, e o seu rendimento é maior, ou seja, com menos quantidade de combustível é possível obter o mesmo resultado. Além disso, ele é mais eficiente, já que os aparelhos a gás têm uma performance superior, aquecendo mais rapidamente e de maneira mais uniforme.

Cuidados com o sistema de gás

O sistema de gás requer alguns cuidados para garantir a segurança das pessoas. É importante que a instalação seja feita por um profissional habilitado, que siga as normas técnicas e utilize materiais de qualidade. É recomendável que seja realizada uma manutenção preventiva periódica, para verificar se há vazamentos ou problemas na tubulação ou nos aparelhos no prazo máximo de 5 anos . E é fundamental ter atenção aos sinais de que algo não está funcionando corretamente, como o cheiro de gás, que é característico e forte, e a chama do fogão, que deve ser sempre azul e estável.

Normas regulamentadoras

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) possui diversas normas relacionadas a sistemas de gás, que visam garantir a segurança e o bom funcionamento desses sistemas. Algumas das normas mais relevantes incluem:

  1. NBR 13523: Esta norma estabelece os requisitos para a instalação de centrais de gás
  2. NBR 15526: Esta norma estabelece os requisitos para a instalação de gás combustível para uso residencial.
  3. NBR 15923: Inspeção de rede de distribuição interna de gases combustíveis em instalações residenciais e instalação de aparelhos a gás para uso residencial
  4. NBR 13103 Esta norma estabelece os requisitos para a instalação de equipamentos a gás

Essas são apenas algumas das normas da ABNT relacionadas a sistemas de gás. É importante lembrar que o cumprimento dessas normas é essencial para garantir a segurança e o bom funcionamento desses sistemas. Além disso, é fundamental que a instalação e manutenção dos sistemas de gás sejam realizadas por profissionais capacitados e autorizados, de acordo com as normas vigentes.

Quais são os riscos associados ao uso inadequado de sistemas de gás?

Os sistemas de gás são seguros quando usados ​​adequadamente, mas podem apresentar riscos se usados ​​de maneira inadequada. Os riscos incluem vazamentos de gás, explosões e incêndios. Os vazamentos de gás podem ocorrer devido a tubulações danificadas, conexões soltas ou problemas com o regulador de pressão. É importante não fumar perto de um sistema de gás e garantir que o sistema seja desligado em caso de emergência.

Como minimizar os riscos associados ao uso de sistemas de gás?

Os sistemas de gás são uma parte fundamental de muitas indústrias e residências. Eles oferecem uma fonte de energia eficiente e confiável para aquecimento, refrigeração, cozimento e muito mais. No entanto, é crucial entender como esses sistemas funcionam e como mantê-los para garantir um funcionamento seguro e eficiente. Além disso, é importante seguir precauções básicas para minimizar os riscos associados ao uso de sistemas de gás. Ao seguir essas práticas, você pode garantir que seu sistema de gás funcione de maneira confiável e segura por muitos anos.