Instagram

Entenda A Importância Do Ensaio De Estanqueidade

Entenda A Importância Do Ensaio De Estanqueidade

Por: Engethink - 14 de Julho de 2020

Leia sobre

Sistemas de gás, sejam eles aplicados a residências, indústrias ou hospitais, precisam oferecer a máxima segurança aos usuários. Estamos falando de um combustível, cujo vazamento pode ocasionar intoxicações ou até mesmo explosões. Nesse caso, a melhor solução é a prevenção e é para isso que serve o ensaio de estanqueidade.

Embora seja necessário fazer todas as verificações ao primeiro sinal de vazamento, vale lembrar que não precisamos esperar suspeitas de algum problema para conferir se todo o sistema está funcionando adequadamente. Normalmente, ele é realizado quando da instalação e depois, periodicamente, a cada 12 meses, ou conforme estabelecido pela legislação pertinente.

Se você já até ouviu falar desse procedimento, mas ainda não sabe ao certo como ele funciona na prática, acompanhe conosco o artigo de hoje.

O que é ensaio de estanqueidade?

Conforme dissemos, o ensaio de estanqueidade tem como principal objetivo avaliar se não há vazamentos em uma tubulação de gás. Muitas vezes, o vazamento ocorre por conta do próprio desgaste por uso de algum dos componentes do sistema, e nem sempre ele se caracteriza pelo cheiro de gás. Daí a necessidade de uma avaliação periódica.

Como testar tubulação de gás?

Imagem de Engethink

O ensaio de estanqueidade consiste em uma insuflação de ar comprimido por todo o sistema, seguida da aplicação de pressão. Após alguns minutos, essa pressão se estabiliza e é aí que ela vai sendo aumentada gradativamente, até que alcance a pressão desejada, aquela estabelecida para o que o teste seja, de fato, efetivo.

Nesse momento, as variações de pressão internas são medidas, através das conexões, por um manômetro e, caso seja notada alguma diminuição, trata-se de um indicativo de vazamento, e é necessário localizá-lo para que o reparo possa ser realizado. Vale lembrar que, após a conclusão do teste, é preciso limpar toda a tubulação com gás inerte, antes de retomar o uso.  

Quanto tempo dura o teste de estanqueidade?

A legislação específica que trata do teste de estanqueidade é a NBR 15358 e 15526, voltada ao estanqueidade de redes de distribuição de gás. Conforme a norma, a periodicidade padrão para a realização da inspeção é de 12 meses em edificações comerciais. Para sistemas residenciais, pode-se considerar um prazo máximo de 5 anos. Entretanto, quem avalia e determina o prazo necessário para cada caso é o órgão competente do Corpo de Bombeiros ou um engenheiro habilitado.

Entretanto, caso haja intercorrências no ambiente, riscos inerentes ou diagnóstico de necessidade, esse prazo pode ser abreviado. E por falar em normas e leis, vale lembrar que o teste é exigido pelo corpo de bombeiros também sempre que condomínios ou comércios solicitam um alvará de funcionamento.

Para que serve o teste de estanqueidade?

Imagem de Engethink

Se pensarmos pelo ponto de vista legal, provavelmente a resposta para essa pergunta seria: para estar de acordo com as leis, ou ainda para evitar multas e outras penalizações por descumprimento de normas. Sim, trata-se de uma consideração válida, mas a importância do teste vai muito além dessa questão.

O principal objetivo do ensaio de estanqueidade é a segurança do usuário. O fato de não sentir cheiro de gás não descarta completamente a hipótese da ocorrência de algum vazamento ao longo do sistema. Um pequeno vazamento pode passar despercebido, já que a liberação gradual do gás permite que ele se misture ao ar atmosférico.

Entretanto, isso não significa que estamos falando de um evento inofensivo. Tal situação pode causar asfixia por inalação, se o ambiente não for suficientemente ventilado ou ainda ocasionar explosões, quando um simples interruptor de lâmpada for acionado. Ainda que o sistema tenha sido instalado de maneira adequada, por uma equipe competente de engenharia, o desgaste por uso, que pode levar a tais vazamentos, não deve ser descartado.

Quem pode emitir laudo de estanqueidade?

Sabemos que o projeto e a instalação de sistemas de gás são procedimentos de suma importância, que precisam ser realizados por uma equipe especializada. Agora, pode ser que você esteja se perguntando quem deve realizar o ensaio de estanqueidade. Considere sempre que o profissional responsável pelo teste deve ser um engenheiro.Também é importante levar em conta a sua qualificação, já que se trata de uma avaliação importante, que precisa ser realizada seguindo a todos os cuidados e rigores.

Quais as exigências legais para a realização do teste?

Ao contratar uma empresa para a realização do teste, verifique se ela é registrada no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia). E isso não é o bastante. Você precisa se certificar de que há realmente um engenheiro no quadro de funcionários do local. Inclusive, as informações tanto da empresa quanto do engenheiro podem ser consultadas no site oficial do CREA. Também é importante que ela forneça um documento que comprove a realização do teste.

Estamos falando do laudo de estanqueidade, que deve ser emitido após a conclusão do teste, em conjunto com a ART (Anotação de responsabilidade técnica), que é o que vai, de fato, conferir credibilidade ao laudo. Ambos os documentos são registrados no CREA e é importante conservá-los, já que trata-se de uma importante ferramenta legal para o estabelecimento.

É necessário saber disso porque, tão importante quanto a escolha da empresa que realizará o seu projeto de instalação de gás, é a contratação de uma companhia que preencha todos os requisitos necessários para a realização do ensaio. Afinal, é ela que deve garantir a segurança no funcionamento do sistema por todo o próximo período.

Além dos registros necessários no CREA, é interessante observar a experiência da empresa na hora de contratar, além de buscar referências no mercado. Uma instituição bem conceituada, que conta com engenheiros qualificados para a realização dos procedimentos, certamente não vai deixar a desejar quanto aos resultados, no que diz respeito à qualidade do trabalho realizado e segurança do sistema.

O ensaio de estanqueidade deve ser encarado como algo necessário a todo sistema de abastecimento de gás por tubulação. Ele funciona como um “exame de rotina”, capaz de detectar e solucionar problemas, antes que eles cresçam a ponto de trazer consequências e efeitos colaterais.

Quer ficar por dentro das informações mais importantes para a sua segurança? Não deixe de nos seguir nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Twitter.