Instagram

O Sistema De Vácuo Hospitalar Sem Segredos

O Sistema De Vácuo Hospitalar Sem Segredos

Por: Engethink - 20 de Outubro de 2020

Leia sobre

Clínicas e unidades hospitalares contam com sistemas de gases medicinais, capazes de prover os recursos necessários para tratamento dos pacientes. Embora o oxigênio seja o gás hospitalar mais conhecido, por auxiliar na respiração, existem muitos outros tão importantes quanto ele. Um bom exemplo que podemos citar é o sistema de vácuo hospitalar.

Estamos falando de um sistema responsável por aspirar líquidos e fluídos. Seu principal objetivo é manter a correta higiene da unidade em questão. Por essa razão, ele se torna muito importante em alguns ambientes, como centros cirúrgicos. O sistema envia os fluídos para uma espécie de reservatório, garantindo-se assim que as pessoas não tenham contato com eles, o que evita contaminações.

Quer entender melhor como funciona um sistema de vácuo hospitalar? Hoje falaremos sobre o tema. Acompanhe!

Imagem de Engethink

Como funciona o sistema de vácuo hospitalar?

Diferente dos demais gases medicinais, a pressão do sistema de vácuo é negativa. Dessa forma, embora ele também chegue ao paciente por meio de uma mangueira específica, a outra ponta é ligada a um tubo ou reservatório isento de ar, localizado em uma central de vácuo, que conta com aspiradores específicos que criam esse vácuo. Assim, cria-se uma pressão negativa que leva à sucção de quaisquer fluídos que entrem em contato com a mangueira.

Dessa forma, o reservatório ao final é fechado por uma boia, que impede que os fluídos voltem pelo tubo, garantindo assim que as substâncias contidas fiquem longe da unidade onde se encontram pacientes e, muitas vezes, também acompanhantes e profissionais de saúde.

Que cuidados é necessário tomar durante a instalação e uso do sistema?

Imagem de Engethink

O bom funcionamento de um sistema de vácuo hospitalar depende da sua qualidade. Um sistema que conta com equipamentos de boa procedência, instalado por uma equipe especializada tem tudo para funcionar adequadamente. Dentre os principais cuidados nesse sentido, podemos citar.

Equipamentos certificados

Os equipamentos para vácuo hospitalar precisam ser certificados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), segundo as normas NBR 12.188 e RDC50. Procurar fornecedores certificados pela ISO é mais uma garantia de qualidade. Na hora de escolher, o preço precisa ser considerado, mas não deve ser fator determinante.

Empresa especializada

Para fazer a instalação, procure uma empresa especializada. É importante que a mesma seja registrada no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) da sua região e conte com pelo menos um engenheiro responsável em seu quadro de funcionários. A Engethink, por exemplo, tem anos de experiência no assunto e, além de realizar o serviço com qualidade e segurança, ainda poderá orientá-lo sobre a aquisição dos melhores equipamentos.

Projeto

Antes de realizar a instalação, não só do vácuo, mas de todo o sistema de gases medicinais, é importante fazer o projeto. Aliás, quando você conta com uma empresa especializada no ramo, essa é a primeira etapa a ser desenvolvida. Os profissionais vão analisar, junto com você, quais são suas reais necessidades e desenvolver o sistema baseando-se nisso.

Manutenções periódicas

Um sistema de vácuo hospitalar precisa estar sempre com as manutenções em dia. Para isso, é importante contar com uma empresa para tais revisões periódicas. Melhor ainda se esta empresa for a mesma que instalou o seu sistema. Daí a importância de optar por profissionais que realizem o serviço completo de projeto, instalação e manutenções. Quais as vantagens de contar com um sistema de vácuo hospitalar?

Quais as vantagens de contar com um sistema de vácuo hospitalar?

O sistema de vácuo hospitalar em perfeito funcionamento traz diversas vantagens á sua unidade de saúde, em todos os sentidos. Quer ver?

Custo X benefício

A instalação do sistema, bem como suas manutenções não devem ser vistas como custo, mas sim como investimento. Um bom sistema traz eficiência energética, o que significa que você contará com os resultados esperados, sem que precise pagar valores absurdos na conta de energia.

Proteção de pessoal

Um sistema de vácuo garante que fluidos dos pacientes não fiquem em contato com o ambiente hospitalar. Tais substâncias podem se tornar nocivas a ele próprio, bem como para acompanhantes, outros pacientes e até mesmo profissionais da saúde. O vácuo permite retirá-las, sem precisar entrar em contato com elas.

Responsabilidade ambiental

Assim como para as pessoas, alguns fluídos são tóxicos também para o meio ambiente. Providenciar o correto descarte é essencial para evitar tais problemas. A aspiração por vácuo é uma forma de garantir maior controle sobre a destinação desses componentes.

Como o sistema de vácuo hospitalar pode ser adaptado para atender às necessidades de hospitais de diferentes tamanhos e especialidades?

O sistema de vácuo hospitalar é uma tecnologia que pode ser adaptada para atender às necessidades de hospitais e clinicas de diferentes tamanhos e especialidades. Isso porque cada hospital e clínica tem uma demanda específica de resíduos gerados e, portanto, é necessário que o sistema de vácuo seja projetado levando em consideração essas particularidades.

Uma das principais formas de adaptar o sistema de vácuo hospitalar é por meio da escolha dos equipamentos corretos. É importante que os equipamentos sejam dimensionados de acordo com a quantidade de resíduos gerados pelo hospital, levando em conta o número de leitos, especialidades médicas, entre outros fatores. Esses pontos de consumo serão determinantes para cálculo da vazão necessário e consequentemente a potência do equipamento.

Além disso, é importante que o sistema de vácuo hospitalar seja projetado levando em consideração a disposição física do hospital e a possibilidade de ampliações.

Outro aspecto importante na adaptação do sistema de vácuo hospitalar é a escolha dos pontos de sucção. É necessário que os pontos de sucção sejam distribuídos de forma estratégica pelo hospital, de modo a permitir o acesso rápido e fácil aos resíduos gerados e dimensionados de acordo com as especialidades médicas.

Por fim, é importante destacar que a adaptação do sistema de vácuo hospitalar deve ser feita levando em consideração as normas e regulamentações específicas para a gestão de resíduos em hospitais. É importante que o projeto seja desenvolvido por profissionais capacitados, que estejam atualizados com as normas e que sigam as melhores práticas para a gestão de resíduos hospitalares.

Quais são as normas para instalação do sistema de vácuo hospitalar?

A instalação do sistema de vácuo hospitalar deve seguir a NBR 12188. A mesma versa, na verdade, sobre todo o sistema de gases medicinais, destinando uma parte específica ao que diz respeito á parte de vácuo. Conforme ela, o sistema de vácuo precisa manter uma pressão abaixo da atmosférica, em torno de 39,97 kPa (300 mm Hg) e 61,33 kPa (460 mm Hg), considerando os pontos que ficam mais afastados da central.

Também, há a RDC 50, segundo a qual um sistema condizente com um projeto prévio deve ser instalado. No que diz respeito ao vácuo, deve constar um descritivo do sistema, com a previsão de consumo, o espaço reservado para a central, a distância necessária entre as entradas do sistema e determinadas instalações hospitalares, bem como outras características específicas para a segurança.

Quem pode fazer a instalação do sistema de vácuo hospitalar?

É importante contratar uma empresa especializada em engenharia para realizar a instalação do seu sistema de vácuo hospitalar. Se levarmos em conta que ele é parte de um projeto maior, o sistema de gases medicinais, o ideal seria contratar uma empresa para realizar o serviço completo de instalação.

Há ainda alguns profissionais que realizam desde o projeto até a instalação, o que é ainda melhor, já que trata-se de uma forma de garantir a fidelidade do sistema físico ao planejamento desenvolvido. Se encontrar uma empresa que, além disso, ainda pode ficar responsável pela manutenção periódica do sistema, os resultados serão ainda melhores.

Resumidamente, o sistema de vácuo hospitalar tem como principal objetivo preservar a vida e saúde das pessoas envolvidas no ambiente hospitalar. Entretanto, para que seja de fato eficaz, a instalação precisa ser realizada corretamente, com equipamentos de alta qualidade.

Se deseja conhecer uma empresa que pode fazer tudo isso por você, visite o site da RW Engenharia e entre em contato com um dos nossos engenheiros.

Imagem de Engethink